Notícias / Esporte

13 abril de 2019 fonte: Site UOL

Pole de Bottas, xingamento e batida de tailandês: como foi o treino da F-1

O fim de semana do milésimo GP da Fórmula 1 segue sendo agitado. Na madrugada deste sábado (13), o treino classificatório para o GP da China teve Valtteri Bottas, da Mercedes, cravando a pole position, reclamação e xingamento entre os pilotos e uma batida forte que levantou preocupação na pista em Xangai. Considerada por muitos como a favorita ao GP da China, por conta de suas longas retas, a Ferrari não teve grande desempenho, e viu Valtteri Bottas e Lewis Hamilton, companheiros de Mercedes, garantirem as primeiras posições no grid de largada. Um pouco abaixo dos rivais, Sebastian Vettel aparece na terceira colocação, ao lado do companheiro Charles Leclerc, completando a segunda fila.

Bottas é dominante, mas Hamilton surpreende Durante os treinos livres, Valtteri Bottas já havia mostrado que tinha como objetivo garantir a pole position. O finlandês dominou o treino classificatório e não deu chances para rivais de outras equipes se aventurarem à sua frente. Apesar da dominância, Bottas viu Lewis Hamilton surpreender ao brigar pela primeira posição no grid de largada. O britânico não vinha bem no fim de semana, e ainda realizava ajustes em seu carro, mas isso não o impediu de rivalizar com Bottas. No final do Q2, Hamilton "roubou" de Bottas o melhor tempo da sessão, e obrigou o finlandês a pisar fundo no Q3 para anotar o tempo de 1'31s547, apenas 0s023 mais rápido que Hamilton, para garantir a pole position. Atual líder do Mundial de Pilotos, Bottas foi discreto ao celebrar a conquista. Esta é a sétima pole do piloto em sua carreira.

Todos direitos reservados.